Especial Harry Potter: Para Sempre Harry Potter




Há 10 anos, fui ao cinema assistir "As aventuras de Sharkboy e Lavagirl 3D", no cinema Severiano Ribeiro, do Natal Shopping. Quando as luzes se apagaram, um trailler se iniciou. A música que tocava era Leaving Hogwarts...


... e a primeira voz a falar era a do simpático meio gigante Hagrid. As corujas, os duendes, o magnífico castelo. Tudo transpirava magia. Eu logo decidi que iria assistir àquele filme. A história do menino com a cicatriz em forma de raio na testa parecia fascinante. A magia começava ali.


Confesso que eu não gostava muito de ler, mas quando soube que aquele filme que eu queria tanto assistir era baseado em um livro, logo tratei de comprá-lo. Para mim, que nunca havia lido mais que algumas páginas (e sempre por obrigação da escola), um livro de mais de 200 páginas era algo que me assustava. Mas fui em frente. Eu queria saber da estória antes de ir ver o filme. Uma semana antes da estréia de "Harry Potter e a pedra filosofal", terminei a leitura do primeiro livro. E já estava completamente apaixonada pelo bruxinho e seu mundo.


A primeira sessão do filme exibida em Natal/RN foi ao meio dia, no Severiano Ribeiro. Eu estava lá. Não sei se todos sabem, mas me tornei escritora por causa dos livros de J. K. Rowling (autora da série Harry Potter). Aos 12 anos, desejei contar uma estória tão incrível como aquela.

Depois do primeiro livro, os outros foram rapidamente lidos por mim. Os três primeiros livros, comprei de um amigo. O quarto livro comprei novo. E esperei ansiosamente pelo lançamento do quinto, estando na porta da livraria antes mesmo desta abrir, para buscar meu exemplar. E foi assim com o sexto e o sétimo.

Eu vivia cada aventura junto de Harry e seus amigos. Nunca imaginei aprender tanto com as palavras daquele livro. Aprendi sobre amizade, lealdade e coragem, sobre o bem e o mal e sobre as escolhas que fazemos na vida.







Aprendi sobre o luto chorando a morte de personagens queridos. Aprendi que temos nossas diferenças, mas em algum lugar em nossas almas somos iguais. E que, geralmente, o que apontamos nos outros é o que nos incomoda e o que não conseguimos lidar em nós mesmos. Aprendi a ver a beleza no que aparentemente é feio. Enfrentei meus medos e bichos papões. E aprendi muito mais que isso, coisas que só nós, leitores do Harry, sabemos. E também aqueles que conseguem enxergar na magia as suas inúmeras possibilidades, não se contentando com a limitada visão da realidade.




Harry Potter não é somente um livro sobre um menino bruxo que sobreviveu ao ataque de um bruxo das trevas que tornou-se seu arqui inimigo. Harry Potter é muito mais do que isso. É uma história sobre pessoas e sentimentos humanos. Sobre conflitos e desejos que perpassam toda a existência humana. Toda a trajetória de Harry é, simplesmente, uma estória sobre pessoas.

Desde a descoberta da verdadeira identidade e entrada no mundo da magia até a conclusão épica emocionou legiões de fãs por todo o mundo, e continuará a emocionar, é completamente submerso em humanidade. E, com certeza, esse clássico moderno dificilmente será esquecido.

Como esquecer a grande revelação, quando Hagrid fala a Harry sobre o mundo bruxo? E cada nova descoberta de Harry sobre a bruxaria?


O beco Diagonal. Gringots. Os professores de Hogwarts.


Dumbledore por trás de seus óculos de meia lua. Rony e Mione, que se tornaram tão intimos de todos nós. Quadribol. A pedra filosofal que num momento estava no espelho e no outro já dentro do bolso de Harry. O diário de Tom Riddle e as palavras escritas em sangue nas paredes do castelo.

"A Câmara Secreta foi aberta. Inimigos do herdeiro... cuidado"

Dementadores. Lupin, nosso querido lobisomem. O misterioso Sirius Black. Bicuço.


A Casa dos Gritos. O vira tempo tão útil ao trio.


O torneio tribruxo que trouxe a Hogwarts novos estudantes. Os conflitos adolescentes. As tarefas. A primeira morte.


Lord Voldemort ressurge. Dolores Umbridge. A Armada de Dumbledore.


Bellatrix Lestrange. A profecia. Luna Lovegood.


Lições de Oclumência. A nova visão do próprio pai. A morte do querido Sirius. O mundo dos bruxos interferindo no mundo dos humanos.


As horcruxes. O príncipe Mestiço. A dolorosa e inesperada morte de Dumbledore.


A descoberta do amor: Gina.


Os segredos revelados. As perguntas respondidas. Rony e Mione.


Guerra. Mortes.



O confronto final.


O recomeço. O fim.


No dia 15 de julho de 2011, 00:01, iniciou-se o último filme da série que mudou a visão de mundo de uma geração. A cada cena eu me lembrava das palavras do livro. E, ao som de Leaving Hogwarts (mesma música que me apresentou a Harry), 10 anos depois do primeiro filme e 10 anos depois de eu ler a primeira palavra no primeiro livro, a saga chegou ao seu fim.


Porém, mesmo após o fim, Harry fará parte de nossas vidas e estará conosco para sempre em nossos corações. Que Hogwarts esteja sempre lá para quando precisarmos.


Que a magia viva em nossas almas sempre pronta para ser acesa ao simples pronunciar do feitiço. Lumus.


E só o que eu tenho a dizer é:


Melhores Dicas do Universo Harry Potter (Especial Harry Potter)

CENAS MAIS MARCANTES



CENAS MAIS ENGRAÇADAS



CENAS CRIADAS PARA OS FILMES



CENAS QUE ESTÃO NOS LIVROS MAS NÃO ESTÃO NOS FILMES



MELHOR CANAL SOBRE HARRY POTTER: Observatório Potter


OUTROS LIVROS:





Especial Harry Potter: Eu e Harry



Minha história com Harry Potter começou no ano de 2011, quando eu assisti o trailer do primeiro filme que iria lançar em um mês. Eu me interessei por aquela história mágica do menino que vivia debaixo da escada. Mas mal sabia o quão importante ela seria pra mim.

Eu já gostava de histórias fantásticas. Adorava uma chamada "Soprinho", que minha mãe lia pra mim, mas eu não gostava de ler. Só lia os livros da escola, por pura obrigação. Então, você pode imaginar como foi pra mim descobrir que aquele filme que eu tanto queria ver era baseado em um livro.

Sim, eu poderia simplesmente ter esperado a estréia, ido assistir ao filme e a história terminaria por ai.

Mas minha curiosidade foi maior que isso. Faltava ainda um mês para a estréia e eu não aguentaria todo esse tempo para saber mais sobre aquela história. Até hoje agradeço à minha curiosidade. E aos responsáveis pelo trailer que despertaram essa curiosidade.

Então, iniciei minha busca pelo primeiro livro da série. E acabei comprando um exemplar usado de um amigo meu (que depois me vendeu também os livros 2 e 3).

Contudo, para uma pessoa que não lia nada, você deve imaginar que não foi muito fácil ler um livro de mais de 200 páginas. Eu li o primeiro capítulo e não consegui continuar. Então, na minha escola, várias pessoas começaram a falar sobre esse livro e resolvi que eu tentaria novamente.

Abandonei a leitura no terceiro capítulo.

Foi somente na quarta tentativa que eu peguei o ritmo e daí não larguei mais os livros.

Eu fiquei completamente encantada com aquele mundo mágico de Harry Potter. E, nesse dia, eu decidi que queria escrever algo tão incrível como aquela história que eu estava lendo.

Harry Potter é responsável, não só por me fazer leitora, mas também por me fazer descobrir o prazer da escrita e uma profissão que me faz muito feliz.

Vocês podem ver que eu tenho uma relação muito próxima com o mundo de Harry Potter. E durante essa semana especial dedicada à série do bruxinho, vocês poderão acompanhar mais de perto tudo isso.



SOBRE O ESPECIAL HARRY POTTER:

O Especial dedicado ao universo de Harry Potter acontecerá aqui no blog e lá no canal, de 25 a 31 de Julho. Ontem já rolou um look inspirado na série, hoje temos esse texto e amanhã tem vídeo com tema Harry Potter no canal.

Terça sai um post com várias dicas e curiosidades legais, quarta sai outro look e quinta sai mais um vídeo. Na sexta sai outro texto super lindo sobre toda a série.

Não percam!

Dica: Filmes para ver nesse Dia do Amigo

Ai acontece que hoje é dia do amigo e nada melhor do que comemorar esse dia vendo os filmes das amizades mais legais da história do cinema com seu bestie! Certo?

Certo!

Então bora pra lista!

Pra começar, um filme clássico da Sessão da Tarde: CONTA COMIGO.


Outro filme no mesmo estilo e também clássico da Sessão da Tarde é o AGORA E SEMPRE.


Continuando no tema grupo de amigos, temos mais dois filmes inesquecíveis. OS BATUTINHAS:


E OS GOONIES, que faz sucesso até hoje!


Quem não se lembra da linda amizade de Jesse e Willy em FREE WILLY?


Continuando nos filmes que falam da amizade entre pessoas e animais, temos Marley e Eu. Quem se emocionou?


Outro clássico da Sessão da Tarde é o filme CURTINDO A VIDA ADOIDADO. Quem lembra dessa cena?


OS INTOCÁVEIS é um filme lindo sobre dois caras super diferentes que desenvolvem uma bela amizade.


Mais um filme lindo sobre a amizade entre uma criança e um extraterrestre é E.T. Lembram da clássica frase do E.T? "E.T, phone, home".


E que tal filmes de comédia? Quem já viu SUPERBAD?


E ANJOS DA LEI (com Channing Tatum. Se ainda não viram, eis um ótimo motivo! E tem dois filmes. O que é maravilhoso xD)


E se estávamos falando de um filme com uma dupla de amigos, vamos agora falar sobre filmes com um trio que todo mundo conhece: Harry, Rony e Hermione (incluam aqui todos os filmes da saga, please!). A amizade aqui foi tão forte, que se estendeu para além dos sets de filmagem. E, pra mim, HARRY POTTER é uma história sobre muitas coisas, mas principalmente sobre o poder do amor e das amizades.


Outro trio lindo é o do filme emocionante AS VANTAGENS DE SER INVISÍVEL.


E, por último, escolhi dois filmes de animação que com certeza vocês devem conhecer e não podiam ficar fora dessa lista: O REI LEÃO com a amizade entre Timão, Pumba e Simba:


E TOY STORY:



E vocês, tem algum filme que fale sobre ou de amizades? Me fala aqui nos comentários!

Dica: San Diego Comic Con

Desde ontem está rolando a San Diego Comic Con (SDCC), um dos maiores (se não o maior) evento de cultura nerd.


Esse é o momento onde as empresas cinematográficas mostram para os fãs o que eles podem esperar para o próximo ano no cinema e na TV, é onde as editoras apresentam seus novos projetos para movimentar o mercado dos quadrinhos, etc.

Enormes stands e áreas temáticas fazem a alegria dos fãs, muitos cosplays de alto nível passeando pelo lugar, action figures (e muitos Funkos) dos personagens do momentos e vários painéis de séries e filmes onde atores, produtores, diretores contam o que vem por ai. Se você curte esse universo nerd, com certeza é um dos que espera pela SDCC todo ano.

Quem não pode conferir tudo de perto (como eu), tem que se contentar em acompanhar tudo o que está acontecendo pelos sites. Então, pra ficar sabendo de tudo que tá rolando na SDCC, acessa: http://www.justjared.com/tags/2015-comic-con/ e http://omelete.uol.com.br/comic-con/

Quem quer ser escritor? #7

Isso é até meio óbvio de se dizer mas um escritor PRECISA saber qual seu objetivo quando começa a escrever uma história. Caso contrário, pode acabar se perdendo nas várias opiniões que vai receber sobre sua obra.

Esse é nosso assunto de hoje na série "Quem que ser escritor".


Escrever pode se tornar um terreno perigoso caso você não confie COMPLETAMENTE na sua história. Aliás, C. S. Lewis afirma que um autor que não acredita em sua própria história será rapidamente deixado de lado.

Antes de decidir se tornar escritor, é bom que você trace seus objetivos e metas e coloque na sua cabeça que você não vai agradar todo mundo.

Mas meu livro não estará pronto quando ele chegar ao leitor? O que a opinião dele pode influenciar na minha história?

1) Se sua história tiver uma continuação, a opinião do leitor pode acabar te influenciando. Por que você acha que novelas e séries muitas vezes acabam se perdendo? Justamente porque elas estão sujeitas aos telespectadores e precisam de audiência. Nesse caso, podem acabar mudando o rumo da história por causa da opinião do público (isso se aplica também aos sites onde o escritor libera capítulos aos poucos). No caso do livro, de fato ele chega ao leitor final somente quando está pronto e não pode mais ser mudado. Porém, como eu disse, se este tiver continuação, pode acabar sendo influenciado por quem o lê.

2) Porém, um livro não será lido somente pelos leitores finais (aqueles que vão comprar seu livro). Ele passa por várias avaliações e "testes" antes de chegar ao grande público, seja por leitores beta, pessoas da família, leitores críticos, editores, etc. E, obviamente, vai ter alguém que vai falar que você devia mudar aquele detalhe que faz toda a diferença ou que vai dizer que tal personagem é isso ou aquilo. E que é o advogado de uma história? O escritor! Somos nós que vamos defender nossas obras. Claro que determinadas coisas você irá rever e até mudar (afinal, ninguém leria seu livro antes de chegar ao público final se essas opiniões não servissem pra nada).

Mas ai é que entra você ter seus objetivos e metas definidos. Você precisa saber exatamente o que faz o seu livro, qual a essência dele, conhecer cada personagem e cada cenário como a palma da sua mão. Saber onde você quer chegar e onde você quer que sua história chegue é o primeiro passo para um escritor trazer seu livro a vida.

Dica: Disney Live




Quem me acompanha no instagram (segue: @caarolfairy) e no snapchat (add: caarolfairy), viu que ontem fui ver o espetáculo Disney Live: O caminho mágico de Mickey e Minnie aqui na minha cidade (Natal/RN).

"Junte-se a Mickey, Minnie, Donald, Pateta e vários dos seus personagens favoritos da Disney para uma jornada mágica que vai te surpreender. Você verá a Fada Madrinha transformar os trapos da Cinderela em um lindo vestido de baile em uma fração de segundo; a turma de Toy Story desafiar as dimensões da caixa de brinquedos de Andy com a ajuda do Exército Verde; e, ainda, a espetacular estreia nos palcos de Rapunzel e Flynn Rider, que, juntos, sobem ao céu em meio a lanternas flutuantes. Com as participações especiais de Branca de Neve, Tinker Bell e o gênio de Aladdin, você ainda vai se surpreender com quem mais poderá se juntar nesse divertido caminho! Em Disney Live! O Caminho Mágico de Mickey e Minnie você vai seguir os passos para liberar a sua imaginação!"



É um espetáculo LINDO que traz toda a magia da Disney, truques de mágica e ilusionismo, bem como muitos personagens conhecidos do público.

Aliás, as vozes dos personagens (menos do Flynn, graças que não precise escutar a voz de Luciano Hulk) são as mesmas dos desenhos, o que nos leva direto para nossa infância. Inclusive o Mickey parece ter a mesma voz em qualquer lugar do mundo. Nos parques, em Orlando/FL, ele falava inglês mas essa era a única diferença.



O cuidado com a produção, as fantasias, os cenários... Tudo perfeito! Muita tecnologia também é usada no show, para as atrações de mágica e ilusionismo.

Senti falta de mais princesas. Apenas a Cinderella, Branca de Neve e Rapunzel aparecem nesse espetáculo. Queria MUITO ter visto a Ariel, a Elsa e a Anna. Fora isso, nada a reclamar!

Indico demais.



Para mais informações acesse: http://www.teatroriachuelo.com.br/



Imagens: Google