Mudanças


Cheguei a uma conclusão sobre esse ano de 2012. Todo mundo já ouviu falar sobre o fim do mundo esse ano, não é? E, pensando em algumas coisas que vêm acontecendo desde o começo do ano, acho que entendi porque o calendário Maia termina em 2012: simplesmente porque algo no universo tá mudando e muito (e isso já estava sendo preparado desde de o ano 2000).

Conversando com algumas pessoas, parece que não foi só minha vida que foi inundada de mudanças e incertezas. Mas não é somente a vida das pessoas que está mudando. O mundo todo passa por transformações. E, talvez, o que os Maias quiseram dizer com seu calendário foi não alertar sobre o fim do mundo, mas avisar sobre o fim do mundo como conhecemos hoje.

Vejo possibilidades inúmeras que nos são apresentadas a cada dia para vivermos melhor nesse novo mundo. Infelizmente, isso é completamente ignorado por nós. O melhor exemplo disso que posso dar nesse momento é o Rio +20, que contava com os poderosos de todo o mundo para, em poucas palavras, pensar em um mundo melhor para as gerações futuras a partir de um desenvolvimento sustentável. Contudo, isso foi no que menos se falou.


O que aconteceu foi que cada país que pensasse em seus interesses e o interesse do planeta foi esquecido, posto completamente de lado. Mas o que precisamos entender é que somente pensando no planeta como um grande sistema vivo do qual todos fazemos parte, é que conseguiremos construir um mundo no qual  poderemos continuar vivendo. Precisamos cuidar do planeta que não é nosso, mas nos abriga de bom grado, respeitando tudo e todos ao nosso redor.

Do contrário, 2012 passará a ser, de fato, o início do fim.

So this is love

Junho - Mês dos namorados: Tudo começa a ficar mais adocicado, até mesmo para quem não tem namorado. As lojas se vestem de vermelho e rosa e tudo parece ser mais bonito nesse mês. Dai chegamos ao Dia dos namorados. O coração dos amantes fica mais sensível, totalmente preenchido por aquela pessoa.

Eu acho que esse é um dia par ser comemorado somente a dois. Nada contra quem prefere comemorar na balada ou ir a outro lugar público qualquer, mas, pra mim, dia dos namorados é algo muito íntimo. Um jantar romântico em casa, uns filminhos alugados são uma ótima pedida. Em casa não precisa de fru-fru. Só você e ele (ou ela).

Dai que eu separei uma lista (estou craque em listas) de filmes super românticos pra ver nesse dia (não precisa ver todos gente, só estou dando opções):

1) P.S.: EU TE AMO


2) UM AMOR PRA RECORDAR


3) TITANIC


4) TRISTÃO E ISOLDA


5) COMO SE FOSSE A PRIMEIRA VEZ


6) O AMOR NÃO TIRA FÉRIAS


7) UM LUGAR CHAMADO HOTHING HILL


8) SHAKESPEARE APAIXONADO


9) DIÁRIOS DE UMA PAIXÃO


10) A CASA NO LAGO


11) PARA SEMPRE CINDERELLA


12) E SE FOSSE VERDADE



Por fim uma músiquinha para animar ainda mais os apaixonados!


Muito amor a todos!

Carolina Munhóz - Exemplo de escritora



Não sei se todos conhecem a escritora Carolina Munhóz, mas acho que todos deveriam conhecer. Por isso mesmo, resolvi falar sobre ela aqui nesse nosso espaço.

Carolina Munhóz é conhecida, principalmente, como autora do livro "A FADA". Não vou me deter muito nessa obra aqui, pois meu intuito não é de fazer uma resenha, mas sim falar sobre a escritora mesmo. Contudo, uma sinopse de "A FADA" não vai fazer mal a ninguém, certo? Então vamos lá...

O livro conta a história de Melanie Aine das Fadas (ou simplesmente Mel), que aos 18 anos presencia a morte do pai, ganha uma estranha tatuagem e descobre ser uma princesa de outra dimensão. A história se passa na mística Londres, Inglaterra. No meio de descobertas sobre sua família, Mel conhece um homem misterioso, com quem se envolve completamente. Mas por quanto tempo tudo ficará perfeito?



"A FADA" foi lançado pela Editora Arte Escrita, em 2009 e relançado (tendo sido completamente reescrito, tendo informações acrescentadas, nova capa e diagramação) em 2011, pela Editora Novo Século na Bienal do livro do Rio de Janeiro.

Mas Carol (se me permitem a intimidade) não é somente uma escritora de carreira promissora, como parece ser uma pessoa incrível. Não a conheço pessoalmente (ainda, pois pretendo conhecê-la), mas pelo que a internet me permite, acho posso afirmar isso.

Acho muito bonito o modo como a Carol trata seus fãs, sempre se preocupando em ser gentil com todos, respondendo muito gentilmente a cada um. E penso que isso é tão importante. Acho que a internet é uma ótima ferramenta para a interação escritor/leitor. E com toda certeza, um escritor que, como a Carol, se utiliza bem dessa ferramenta tem um ponto positivo a mais.

Como sou escritora, percebo que, do mesmo modo que é bom ser reconhecida pelo nosso trabalho, também é importante reconhecer o nosso leitor e procurar tratá-lo sempre com o mesmo carinho e respeito que nos tratam. De fato, as vezes, é difícil dar a atenção que todos merecem, mas acho que deve-se sempre tentar fazer isso. E, para mim, Carolina Munhóz é um exemplo a ser seguido e merece cada coisa boa que acontece em sua vida.

Parabéns por cada conquista Carol! E muito sucesso em sua carreira.